Você pode ter uma perspectiva positiva mesmo diante das adversidades - parte - II


Você pode ter uma perspectiva positiva mesmo diante das adversidades - parte - II

Há períodos na vida dos cristãos, em que Deus faz (ou deixa de fazer) acontecimentos que não fazem sentido algum para nós.

E por não termos uma visão aberta das coisas, podemos falsamente entender que Deus nos abandonou.

Porém, é nessas horas que precisamos acreditar nEle, lembrando que Jesus Cristo é o autor e consumador da nossa fé.

Em outras palavras: o que Deus começa, Ele acaba.

Às vezes, no meio de uma ação, podemos pensar que o Senhor está errante.

Mas, Ele não está.

Nós é que permanecemos.

Do nosso ponto de vista humano restrito, pensamos no temporário.

Contudo, Deus pensa no eterno.

Estamos sempre pensando no hoje, enquanto Deus projeta o amanhã.

Enquanto estamos pensando em bem estar, Deus está pensando nas qualidades de uma pessoa.

Estamos sempre pensando em um momento fácil.

Porém, Deus pensa em como nos fazer pessoas melhores.

Então, temos que confiar nEle.

Quaisquer que sejam as circunstâncias ou dificuldades, vamos crer em Suas promessas...

"Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." (Romanos 8:28).

Todas estas coisas operam em conjunto.

A vida do cristão assemelha-se a estrutura de um relógio.

O que você observa ao abrir um relógio?

Vê que certas engrenagens que giram em sentido anti-horário estão conectadas a outras que trabalham no sentido horário.

A sua primeira impressão pode ser de que o mestre relojoeiro está doido ou equívocado.

Mas pelo contrário, ele arrumou de tal forma o mecanismo desse relógio que quando recebe corda, todas trabalham juntas para mover os ponteiros em torno do mostrador precisamente na velocidade certa.

Muitas engrenagens parecem trabalhar umas contra as outras, mas todas trabalham juntas com o mesmo propósito de mostrar o tempo exato.

Isso é apenas uma alegoria da vida do povo de Deus.

Algumas engrenagens nas suas vidas giram em sentido horário, dirigidos pela providência de Deus são bons para eles, mas outros atos da providência de Deus parecem ocorrer no sentido contrário, ou seja, contra eles.

Somente quando seus olhos da fé estão fixos no grande Mestre Relojoeiro, que planejou todas as coisas segundo seu sábio decreto de maneira que todas as engrenagens espirituais e providenciais cooperam para o seu bem estar.

Pense nisso,  embora muitas vezes pareça que tudo está girando no sentido anti-horário e contra você, ainda assim o nosso sábio Deus sabe exatamente tudo o que está fazendo.

Ele fará todas as coisas cooperarem para a produção de um abençoado e divino resultado.

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

Porque Jesus é o melhor Coach que já existiu? Parte III


Porque Jesus é o melhor Coach que já existiu? Parte III

A teologia da autoajuda é um antievangelho. 

Ela diz: 

"Eu posso ser o melhor." 

"Eu posso alcançar." 

O Evangelho diz que não podemos cumprir as justas exigências de um Deus santo por isso Jesus tinha que ser nosso substituto perfeito. 

Sua vida, morte e ressurreição são a esperança de que nos dá propósito e significado para as nossas vidas.

Não é um remédio para nossa fraca autoestima. 

Jesus nos salvou completamente. 

Nós não fizemos nada, a não ser nos arrepender e crer. 

Jesus pagou por nossos pecados e por isso recebemos a garantia para estar diante de Deus, irrepreensíveis e reconciliados. 

Estamos escondidos em Cristo, salvos com base em seu trabalho, não em nosso.
Colossenses 3:1-4

Jesus é muito mais do que um Coach comum que assiste pessoas que só precisam de alguma motivação. 

Ele é um Deus santo que salvou os pecadores miseráveis, dando a sua vida, para que tenham vida n'Ele.  

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

O Cristão Infrutífero - parte III


O Cristão Infrutífero - parte III

Lucas 13: 6-9

Se você acompanhou esta mensagem nas postagens anteriores, poderia pensar que se esta mensagem terminasse por aqui, não seria um exemplo de palavra confortadora, que levasse um pouco de esperança a aqueles que um dia foram chamados a produzir vida em abundancia...

Mas, graças ao nosso Deus de infinita misericórdia, há uma esperança...

Nesta parábola que Jesus conta, o vinhateiro  misericordioso representa quem?

Só pode ser Jesus!

Pediu-lhe mais um ano para trabalhar nela, cavando-a e deitando ali esterco. 

Se desse certo, bem; se não, aceitaria o seu corte. 

Aquele ano, portanto, seria um ano de vida ou morte para aquela árvore. 

Mas ela teria mais um ano para frutificar! 

Jesus não se cansa de nos dar oportunidades

Tem uma frase que eu gosto muito que diz o seguinte:

"Deus não desiste de nós, pois, a sua graça é mais teimosa que a nossa própria teimosia".


Dar o que não se merece, isto é GRAÇA... 

Não dar o que se merece, isto é MISERICÓRDIA!

Conclusão

Quem sabe você vive um tempo de letargia espiritual, de mornidão espiritual, de cegueira espiritual... 

Reconheça seu estado de letargia e arrependa-se...

Deus espera muito de nós! 

Folhas não servem, flores não servem, mas somente os frutos!

Renove sua vida hoje!

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

O Cristão Infrutífero - parte II

O Cristão Infrutífero - parte II

Lucas 13: 6-9

(Clique aqui e leia também O Cristão Infrutífero - parte I)

Tem pessoas que somente tem aparência de cristão, mas não são verdadeiramente cristãos...
Usam roupa de crente, são membros de uma igreja, participam de um 
ministério, possuem um linguajar igrejeiro e até são líderes de um ministério...

Mas não são cristãos...

São religiosos...

Religiosos, são infelizmente uma praga dentro das igrejas!

Só incomodam!

Por favor, lute, esforce-se para não se tornar um religioso.

Certa vez um missionário encontrou-se com Mahatma Gandhi na Índia, e perguntou:
“Senhor Gandhi, sempre cita as palavras do Cristo, por que resiste tão duramente e rejeita tornar-se seu seguidor”?

Ao que respondeu Gandhi: "Ó! Eu não rejeito seu Cristo. Eu amo seu Cristo. Apenas creio que muitos de vocês cristãos são bem diferentes do vosso Cristo".

A cristãos que estão carregados de folhas e não de frutos

Folhas de conhecimento bíblico...

Folhas de orgulho...

Folhas de boas intenções...

Folhas de aparências...

Folhas de máscaras...

Veja que mesmo plantada em ambiente propício à figueira não deu frutos... 

Esta palavra é para alguém sem Cristo, é para você, cristão que frequenta uma igreja...

Porque Jesus fala de três anos nesta parábola?

Porque Jesus é o nosso melhor exemplo...

Durante três anos deu muitos frutos em sua breve vida. 

Deixou para a humanidade um incrível legado.

Há quantos anos você está no evangelho e não dá frutos?

Há quantos anos você continua o mesmo egoísta?

Há quantos anos você murmura?

Há quantos anos você continua sendo uma pessoa complicada de se relacionar?

Só porque você parou de beber, de fumar, você acha que não precisa mudar mais nada em sua vida?

Há quantos anos você não reforma certas áreas de sua vida?

Sabe por que isso é difícil?

Porque para tratar certas áreas de nossa vida, precisamos nos humilhar, reconhecer nossas fraquezas...

E isso é muito difícil...

O orgulho nos impede.

Já ouviu falar no crente pavão?
Ele tem postura de rei: é soberbo, prepotente, arrogante e orgulhoso. Acha-se o mais crente, o melhor em tudo; nunca olha para a feiura dos seus pés.

Santo Agostinho afirmou certa vez que “O orgulho transformou anjos em demônios”

O que deus tem visto quando examina você?

Nesta parábola, o que dono da figueira quer fazer com a figueira que não dá frutos?

Quer cortá-la, certo?

Sabe o que isso significa?

Separação...

Bênçãos travadas...

Orações não ouvidas...

A parábola expressa uma verdade que com frequência é esquecida: 

A paciência de Deus também se acaba! 

Veja que o dono da vinha deu mais um ano, ou seja, um tempo determinado.

Se esta mensagem terminasse por aqui, não seria um exemplo de palavra confortadora, que levasse um pouco de esperança a aqueles que um dia foram chamados a produzir vida em abundancia...

Mas, graças ao nosso Deus de infinita misericórdia, há uma esperança...

E sobre esta esperança, falaremos na próxima postagem.

Em Cristo!

A seguir; O Cristão Infrutífero - parte III

0 comentários:

Postar um comentário

O Cristão Infrutífero - parte I

O Cristão Infrutífero - parte I

Que arvore é essa abaixo? 
Como você descobriu?

E esta abaixo, que arvore é?

Como você descobriu?

E a seguinte logo abaixo, que arvore é?

Novamente, como você descobriu?

E esta, que árvore é?
Parece um coqueiro?

Como não tem fruto, fica difícil de descobrir, correto?


Mas é uma palmeira...


E esta abaixo?
Agora ficou mais fácil, certo?

Reconhecemos melhor uma arvore pelos seus frutos. 


Da mesma forma na vida de um cristão, reconhecemos um verdadeiro cristão, pelos frutos que o mesmo dá.


A analogia é simples, mas incrivelmente verdadeira.


Acompanhe comigo o que diz a palavra de Deus sobre este tema:


Mateus 7:16-20

Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis

A seguir estudaremos uma parábola de nosso Coach Jesus...


As Parábolas de Jesus são narrativas breves, dotadas de um conteúdo alegórico, utilizadas nas pregações e sermões de Jesus com a finalidade de transmitirem ensinamento.


Lucas 13: 6-9

Então contou esta parábola: Um homem tinha uma figueira plantada em sua vinha. Foi procurar fruto nela, e não achou nenhum.
Por isso disse ao que cuidava da vinha: 'Já faz três anos que venho procurar fruto nesta figueira e não acho. Corte-a! Por que deixá-la inutilizar a terra?'
Respondeu o homem: 'Senhor, deixe-a por mais um ano, e eu cavarei ao redor dela e a adubarei. Se der fruto no ano que vem, muito bem! Se não, corte-a.

O que podemos aprender com esta parábola?


Vamos continuar o aprendizado respondendo algumas perguntas...

Quem é o homem representado nesta parábola?


Você acertou se disse, Deus!


Quem é a figueira?


Somos nós...


Onde esta figueira estava plantada?


Em uma vinha?


Certo!


A vinha proporcionava um solo mais fértil para a figueira.


O Fazendeiro mandou que plantassem a figueira justamente em um local propício para que ela frutificasse espetacularmente!


Agora, medite no que representa esta vinha...


Você acertou novamente se disse Igreja.


A igreja é o ambiente de bençãos, de crescimento, local onde nos alimentamos, onde encontramos graça, amor, benefícios imerecidos.


Não há instituição no mundo onde uma pessoa poderá encontrar um ambiente tão favorável para dar frutos, para elevar sua inteligencia espiritual,  sua inteligencia emocional e também intelectual.


Então Deus, toma você para ele, e te planta em um ambiente propício para frutificar...


É por isso que Deus não nos leva para o céu quando nos convertemos...


Precisamos produzir frutos.

Mas a parábola nos informa que passou-se três anos...


O homem esperou que a figueira desse fruto, mas não deu...


Da mesma forma Deus espera que demos frutos, que nossa vida seja frutífera!


Isso significa que o Senhor tem planos para nossas vidas.


Jeremias 29:11

Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês”, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.

O que você tem feito com seus talentos, sua inteligencia, seu tempo, seus bens, seu coração, com as oportunidades da vida?


Sabe por que jesus escolheu o exemplo da figueira? 


A figueira para os israelitas era simbolo de prosperidade, produtividade.


Da mesma forma que nós devemos ser para o mundo.


O símbolo de pessoas que dão muitos frutos.


A parábola continua dizendo que o homem 
"foi procurar fruto nela" 

Deus procura algo em nós...


Preste atenção...


Depois de algum tempo de sua conversão, Deus estará lhe examinando, procurando...

           
Provérbios 15:3 diz:
Os olhos do senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.

Deus vai examinar o teor de seu cristianismo!


Que tipo de cristianismo você tem vivido?


Continuamos na próxima postagem!

Em Cristo!

A seguir: O Cristão Infrutífero - parte II

5 comentários:

Postar um comentário

Porque Jesus é o melhor Coach que já existiu? Parte II


Porque Jesus é o melhor Coach que já existiu? Parte II

Jesus não veio apenas para nos fazer pessoas melhores.  

Jesus veio para nos redimir. 

Teologia da autoajuda centra-se na ideologia de que nós, como pessoas, não somos pessoas totalmente ruins, mas pessoas boas que fazem coisas ruins. 

Ao invés de ser o Deus que veio até nós para pagar por nossos pecados, Jesus é usado como um exemplo que devemos apenas seguir, simplesmente porque Ele viveu uma vida boa.

A Bíblia nos ensina que não somos apenas pessoas ruins, mas mau faz parte de nossa essência.

Romanos 5:12-15

Nós nascemos pecadores, inclinados para o mal, não fazendo o bem. 

Não há gigante interior para despertar em nós. 

Não há melhor versão de mim a ser descoberta. 

Há apenas um homem morto que deve ser vivificado. 

Há apenas uma velha criação que deve ser feita de novo. 

Jesus não veio para nos fazer sentir melhor sobre nós mesmos. 

Ele veio para nos mostrar que somos pecadores que precisavam ser salvos.

Por isso, Jesus é o melhor Coach que já existiu!

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

Porque Jesus é o melhor Coach que já existiu? Parte I


Porque Jesus é o melhor Coach que já existiu? Parte I

Um Coach é alguém contratado para ajudar um indivíduo a atingir suas metas, seja financeiro, pessoal, carreira, namoro, ou qualquer outro objetivo.

Um Coach usar métodos psicológicos, sociológicos e ferramentas para ajudar a desenvolver o indivíduo a explorar seu verdadeiro potencial.

Nos dias de hoje, o Coaching de vida e motivação é incrivelmente popular.

Homens como Tony Robbins têm atraído milhares (e fizeram milhões) por métodos de autoajuda e motivação através de livros como "Desperte o Gigante Interior".

Tony Robbins foi citado como dizendo, "crenças têm o poder de criar e o poder de destruir. Os seres humanos têm a capacidade incrível de tomar qualquer experiência de suas vidas e criar um significado que eles que pode literalmente salvar suas vidas ou enfraquecê-las”.

Este tipo de pensamento tem desenhado nossa percepção sobre quem é Jesus.

O problema é que Jesus, para alguns, foi reduzido a um Coach da vida que apenas existe para nos ajudar a realizar nossos sonhos e se tornar pessoas melhores.

Que Jesus existe apenas para nos fazer felizes e nos fazer conquistar todos os nossos objetivos.

Há vários problemas com este tipo de pensamento a respeito de Jesus.

Mas isso ficará para a próxima postagem!

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte VII - Descanso


Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte VII - Descanso

Tire um tempo para recarregar SUAS ENERGIAS. 

Se você é um líder saiba que Liderança consome muita energia.

É um trabalho absorvente. 

Todos nós precisamos de tempo para apenas relaxar. 

Jesus incentivou seus discípulos muito ocupados a terem tempo para relaxar. 

Marcos 6:31 diz:

"Havia muita gente indo e vindo, ao ponto de eles não terem tempo para comer. Jesus lhes disse: "Venham comigo para um lugar deserto e descansem um pouco".

Jesus percebeu que os discípulos tinham ficados ocupados servindo, e eles estavam cansados e precisavam de uma pausa. 

O descanso é tão importante que Deus colocou nos Dez Mandamentos. 

O quarto mandamento diz para a cada sétimo dia você tirar um dia de folga. 

Pastor, isso se aplica a você também.

Você precisa de um dia longe da igreja.

A alguns anos trás, eu aprendi um segredo para durar na liderança: desviar diariamente, retirar semanalmente, e abandonar anualmente.

Desviar porções diárias fazendo algo divertido todos os dias. 

Tenha um hobby. 

Faça algo que você relaxe.

Retirar-se semanalmente significa você tirar um dia de folga por semana para relaxar 
e se restaurar.

Abandonar anualmente significa você sair e esquecer-se de tudo por algum tempo 
a cada ano.

Sua liderança é um ingrediente chave para ajudar pessoas a se tornarem o que Deus as chamou para ser. 

Na verdade, a Bíblia diz isso em Provérbios 11:14:

"Sem uma liderança sábia uma nação está em apuros."

Isso é verdade para cada área da vida. 

Sem liderança sábia, sua igreja, sua empresa, sua família, seu ministério estão em apuros. 

Descubra mais sobre a liderança de Jesus. 

Nós não temos nenhum Coach melhor.

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte VI - Oração


Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte VI - Oração 

Escute a Deus. 

Faça de ouvir a Deus um hábito de sua vida. 

Jesus, nosso modelo a ser copiado, fazia isso frequentemente. 

A oração era uma parte regular de sua vida. 

A Bíblia nos diz em Marcos 1:35: 

"Muito cedo na manhã, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou, saiu de casa e foi para um lugar deserto, onde ele orou."

Se Jesus precisava ficar sozinho e ouvir a Deus, você não acha que também precisa? 

Você precisa de momentos de silêncio para refletir, renovar e recarregar. 

Você precisa de tempo para simplesmente ficar a sós, ficar quieto e ouvir Deus.

Em Cristo!

A seguir; Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte VII - Descanso

0 comentários:

Postar um comentário

Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte V - Foco


Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte V - Foco

Concentre-se no que é importante. 

A vida está cheia de coisas que vão distraí-lo de que é importante. 

Jesus enquanto esteve aqui, provavelmente teve notícias das muitas crucificações que acorriam em seu tempo. 

Ele com certeza sofria muito por causa das pessoas que morriam desta forma e sem salvação.

Se desejasse poderia a qualquer momento parar com tal crueldade por parte dos romanos.
Mas não fazia porque foi um homem focado em seus objetivos.

Satanás por diversas vezes usou pessoas e situações para tirá-lo de seu foco.

Uma das coisas mais importantes nesta vida é manter o foco, mas primeiramente, precisamos ter foco.

Quando temos foco definido recusamos outras possibilidades que não nos levam a nada.
Às vezes pode nos distrair com coisas boas também. 

Se Satanás não conseguir atrapalhar a sua vida o incentivando a tomar decisões erradas, ele vai atrapalhar a sua vida, dando-lhe muitas coisas boas para fazer.

Jesus foi o mestre do foco. 

Ele jamais se distraiu de seus objetivos. 

Lucas 9:51 diz: 

"À medida que o tempo se aproximava de seu retorno ao céu, ele partiu resolutamente em direção a Jerusalém”.

Ele se dirigiu em direção a Jerusalém para morrer na cruz por nós. 

Ele não deixaria nada distraí-lo de que é importante.

E você?

Em Cristo!

A seguir; Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte VI - Oração

0 comentários:

Postar um comentário

Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte IV - Equipe:




Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte IV - Equipe:

Procure sempre estar envolvido com uma equipe, pois você nunca será um líder de si próprio. 

Seu crescimento tanto espiritual como profissional deverá ser feito no contexto de uma equipe. 

Todos os grandes líderes foram grandes formadores de equipes. 

Você já assistiu a uma competição esportiva, a um jogo de futebol ou basquete, em que um jogador monopoliza a bola e não a passa aos companheiros?

Por melhor que ele seja, uma boa defesa acabará por deter esse atleta egocêntrico, anulando ou minimizando seu desempenho.

Existe um bom motivo para ele ser parte da equipe: ele não consegue vencer sozinho!

Na verdade, se você não tem uma equipe, você não poderá ser um Coach ou um Líder. 

Você é apenas um solitário. 

A grande prova da liderança é se alguém está lhe seguindo.

Jesus modelou esse tipo de ministério, pois Ele nunca fez ministério sozinho. 

Em Marcos 3:14 diz:

"Ele designou doze, instituindo os apóstolos para que estivessem com ele e os enviasse a pregar".

Mas Jesus não parou por ai, ao longo de seu ministério, Jesus alistou outras pessoas para servir a causa com ele.

Martin Luther King Jr. em um dos seus eloquentes discursos contra a intolerância disse:

"Ou todos aprendemos a conviver como pessoas, ou morreremos todos como animais".

Em Cristo!

A seguir: Os Fundamentos do Coaching de Jesus – Parte V - Foco

0 comentários:

Postar um comentário

Você pode ter uma perspectiva positiva mesmo diante das adversidades - parte - I


Você pode ter uma perspectiva positiva mesmo diante das adversidades - parte - I

"Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." (Romanos 8:28)

Recentemente li em texto muito interessante que contava a história de uma universitária que escreveu uma carta a seus pais.

A interessante carta demonstrava claramente como a perspectiva influencia nossas reações. A carta dizia:

"Queridos mamãe e papai. Sinto muito por ter ficado tanto tempo sem escrever. Infelizmente, todos os meus papéis de carta foram destruídos na noite em que o nosso dormitório foi incendiado pelos grevistas. Agora já recebi alta do hospital, e os médicos disseram que minha visão vai voltar - mais cedo ou mais tarde. Bill, o maravilhoso rapaz que me salvou do incêndio, ofereceu-se gentilmente a partilhar comigo o seu pequeno apartamento até que o dormitório seja reconstruído. Ele é de uma boa família, por isso vocês não devem se surpreender quando lhes disser que vamos nos casar. Na realidade, uma vez que vocês sempre quiseram um neto, vocês vão gostar de saber que serão avós no próximo mês. - PS.: Por favor, ignorem a minha redação acima, que fiz para a escola. Não houve incêndio, e eu não estive no hospital e não estou grávida e nem mesmo tenho um namorado firme. Mas tirei um D em francês e um E em química, e simplesmente queria ter certeza de que vocês receberiam estas notícias na devida perspectiva".

Muitos de nós fomos, desde o nascimento, acostumados a ver o mundo sob um ponto de vista negativo, mas a vida depende em grande parte do modo como a discernimos.

Você pode ter uma perspectiva positiva mesmo diante das adversidades, e esse ponto de vista sempre determinará como reagiremos diante dos eventos que nos cercam.

Acredite, a perspectiva faz toda a diferença do mundo.
Ver por outro prisma é muito mais que uma frase animadora ou algo que fica bonito em um texto sobre ser feliz.

Na verdade é um modo prático de reduzir as fontes de angústia e de estresse na vida.

Ver sob uma nova luz é mudar de ideia ou alterar o que você sente, é transformar o que seria uma grande dor, em uma oportunidade de agradecer, afinal poderia ser pior.

Continua...

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

Jesus e suas perguntas poderosas - Parte III


Jesus e suas perguntas poderosas - Parte III 

Jesus mostrava interesse no ponto de vista dos outros sem embaraçá-los. 

Ele não era um interrogante sem desenvoltura; ele sempre fazia perguntas instigantes. 

Era também um ouvinte carinhoso que vivificava os sinceros e os permitia ficar à vontade. (Mateus 11:28

Pessoas de todo tipo não temiam mostrar-lhe suas preocupações. (Marcos 1:40; 5:35, 36; , 17, 46, 47) 

Para que as pessoas se sintam à vontade para lhe fazer perguntas, você deve evitar fazer uma investigação ou interrogatório.

Além de usar boas perguntas, você pode estimular uma conversa dizendo algo atraente e daí prestar atenção na reação. 

Veja o exemplo de Jesus em seu dialogo com Nicodemos: 

“A menos que alguém nasça de novo, não pode ver o reino de Deus.” (João 3:3

Essas palavras eram tão intrigantes que Nicodemos não tinha como ficar indiferente e não ouvir a Jesus. (João 3:4-20

De modo similar, você também poderá fazer uma pessoa querer conversar.

Se você quer se tornar um Coach de sucesso como Jesus, você deverá aprender a fazer boas perguntas. 

Vou listar algumas competências que podem lhe ajudar na arte de perguntar;

1) Faça perguntas mais abertas – perguntas que podem ser respondidas com “sim” ou “não” são perguntas estreitas. Elas não geram discussão e novidade. Ao fazer perguntas mais amplas, você receberá um conteúdo bem melhor como resposta. 

2) Ouça os dois lados – é fácil ouvir apenas um lado da história, agir com a informação, e então ficar embaraçado quando você descobrir que você possuí apenas a metade dos fatos. 

3) Faça perguntas sem comentários – evite a tentação de fazer comentários em cada pergunta. É fantástico o que você pode aprender quando age assim. Geralmente você não consegue chegar ao verdadeiro problema quando fica comentando cada resposta;

4) Experimente o silêncio – muitas pessoas ficam desconfortáveis quando as coisas ficam quietas. Elas se sentem na compulsão de encher o vazio com palavras. Você pode usar isso a seu favor apenas mantendo a boca fechada e os ouvidos atentos. Guando Jesus foi desafiado pelos fariseus que lhe perguntaram sobre a destino da mulher adultera, Ele fez silencio e resolveu escrever no chão até escolher a melhor resposta. Quando você consegue ficar em silencio, você geralmente descobre também que as pessoas fornecem voluntariamente um monte de informações que você jamais conseguiria de outra maneira;

5) Ajude às pessoas a terem suas próprias opiniões – uma das melhores maneiras de guiar os outros é perguntar ao invés de informar. Sim, você pode pontuar seus subordinados, mas suas ideias jamais serão tão significativas para eles quanto são para você. Você conseguirá muito mais ao lidera-los com boas perguntas. 

6) Entenda a diferença entre fatos e especulação – As pessoas fazem qualquer tipo de afirmação que elas acreditam ser baseadas em fatos. Isso geralmente faz com que você desligue o seu radar. Geralmente você deve perguntar “você reconhece isso como um fato?”. Se a resposta for sim, “Como você sabe?” ou “Você pode me mostrar à fonte dessa estatística ou reivindicação?”.

7) Quando fizer perguntas, faça anotações - Isso demonstra muita consideração à pessoa que você está conversando. Você pode verificar suas anotações e descobrir novas perguntas que ainda não havia pensado ou perguntado.

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário