A morte de Champignon e de chorão da banda Charlie Brown Jr e a eterna busca pela felicidade…


A morte de Champignon e de chorão da banda Charlie Brown Jr e a eterna busca pela felicidade…

Os seres humanos procuram de todas as formas maneiras para obter a felicidade plena.

Estamos constantemente correndo atrás de uma coisa ou de outra.

Queremos as coisas para agora, e o que fazemos?

Agimos!

Desejamos e fazemos de tudo para alcançar nossos sonhos.

E isso é muito bom!

O único problema é quando gastamos boa parte de nossas vidas correndo atrás de coisas que não nos trarão a verdadeira felicidade.

A morte de Champignon e Chorão da banda Charlie Brown Jr me fez pensar sobre isso…

Michael Jackson faleceu e vivia infeliz. 


Farrah Fawcett 
Farrah Fawcett, que já foi à mulher mais bela do mundo, morreu, e vivia deprimida. 

Fred Mercury, a voz mais espetacular dos últimos tempos, vivia deprimido. 

Recentemente, uma revista alemã revelou que Gisele Bundchen, a top-model mais rica e bela do mundo, estava muito infeliz, e nada garante que isso tenha mudado.

Porque alguém que alcança o sucesso, que ganha muito dinheiro e fama, consegue transformar a virtude de um forte talento, de uma vocação, de um brilho de um inegável “dom” em uma autodestruição?

Isso geralmente acontece com as pessoas que não possuem uma missão de vida definida…

Como Coach, percebo que pessoas que não tem uma missão de vida clara, vivem correndo atrás de qualquer coisa esperando que desta forma consigam encontrar algum sentido para a vida.

Se não assumimos o compromisso com nosso diferencial e missão de vida, os caminhos serão tantos que, mais cedo ou mais tarde acabaremos por andar em círculos, num labirinto de descaminhos.

Muitas pessoas já estão até cansadas de correr atrás de coisas que não as satisfaçam e outras que estão correndo, descobrirão mais a frente que estas coisas não lhe darão a verdadeira felicidade.

Estão constantemente correndo, correndo, perseguindo, perseguindo e às vezes parece que nem se quer tocam na felicidade, mesmo diante de tanta conquista.

A maioria das pessoas vive suas vidas perseguindo contracheques, aumentos salariais, um carro novo, um barco, dinheiro, beleza, relacionamentos, fama, dinheiro, prazeres, bebidas, drogas, um passado ou um futuro.



É como a imagem de um burro, arrastando uma carroça, com seu proprietário balançando uma cenoura só na frente do nariz do animal.

O dono do burro pode estar indo aonde ele quer ir, mas o burro está apenas perseguindo uma ilusão.

Amanhã só haverá outra cenoura para o burro, nada mais…

O mesmo acontece conosco.

Nós ainda continuamente, estamos perseguindo alguma cenoura que foi colocada a nossa frente pela sociedade, ou pela mídia, ou nossa comunidade ou até nossa família, mas, principalmente, por nossas próprias expectativas e ganâncias.

Esta “imagem” da cenoura e do burro ajuda-nos a entender porque pessoas bem sucedidas como o cantor Chorão da banda Charlie Brown Jr e tantos outros famosos que aparentemente tem tudo e destruíram suas vidas…

Esta imagem traduz, sobretudo na sua essência uma marca humana com a qual muitas das vezes lidamos mal: a nossa insatisfação.

Somos burros atrás de cenouras, tal como somos seres humanos à procura da felicidade e de inúmeras respostas.

Deste modesto ponto de vista somos burros (pessoas) que caminham em busca da cenoura (felicidade), simplesmente porque a temos em nosso “campo de visão”…

Porque nos parece alcançável, parece estar bem perto, a nossa frente.

As pessoas vêem a felicidade como uma miragem…

Visualizam estas cenouras e, quando alcançam, descobrem que elas não trouxeram felicidade.

Então, continuam avançando e inventam outras metas que também não as tornam felizes.

Vivem esperando o dia em que alcançarão algo que as deixará felizes.

A cenoura na frente do burro é a eterna sedução que faz pessoas matarem ou morrerem pelos motivos mais banais…

Clailton Luiz

0 comentários:

Postar um comentário