O ex-integrante da banda Charlie Brown Jr. Luiz Carlos Leão Duarte Junior, conhecido como Champignon, foi encontrado morto com um tiro na boca


O ex-integrante da banda Charlie Brown Jr. Luiz Carlos Leão Duarte Junior, conhecido como Champignon, foi encontrado morto com um tiro na boca na madrugada desta segunda-feira (9) em seu apartamento na região do Morumbi.

Em 2013, Champignon perdeu dois companheiros de banda entre março e maio: o parceiro Chorão e o guitarrista Peu Sousa, ex-colega de Nove Mil Anjos, encontrado morto em maio em sua casa, no bairro de Itapuã, em Salvador.

Chorão morreu por overdose de cocaína, enquanto a morte de Peu foi provocada por suicídio, segundo informou na época a Polícia Civil da Bahia.

Nesta época, Champignon em entrevista ao site G1 falou sobre as mortes no dia 6 de maio.

"Os dois perderam a fé. Quando perdem a fé, perdem a vontade de viver. Foi mais um dia muito triste", disse o baixista. "Eu acho que as pessoas, em algum momento da vida, perdem a fé. Independentemente se morrem por droga, ou enforcadas. Se perdem a vida sem culpa de ninguém, acredito que em algum momento perderam a fé", acrescentou.

Elaine Duarte, uma das irmãs de Champignon acredita que o músico teria se matado porque estava passando por uma fase de depressão. 

Ela afirma que a pressão que o ex-baixista estava sofrendo após a morte de Chorão foi um dos motivos para que o irmão tirasse a própria vida. 

"Eu tenho total segurança para afirmar, com todas as letras, que meu irmão estava depressivo, triste. Algumas pessoas que eram fãs do Chorão entenderam de uma forma errônea, que ele estava ali para levantar e continuar a luta do Chorão”, conta ela.

“Ele sempre comentava que o fardo estava muito pesado”, diz.

Ela acredita que Champignon não aguentou e que ele mesmo decretou sua morte. 

“Ele estava no limite. Foi ele mesmo que fez isso”, afirma. 

Estas notícias nos mostram que cada vez mais o dinheiro, o reconhecimento, a fama, as mulheres, as drogas e discos de ouro, pelo qual Chorão, Champignon, Peu e todas as bandas e artistas lutaram e lutam por tanto tempo, só os levaram a um ponto de depressão e vazio que aparentemente apenas a morte poderia interromper. 

Li uma frase de Oscar Wilde que mostra esta verdade; “Há somente duas tragédias na vida: a primeira é não conseguir o que se quer, e a segunda é conseguir”. 

Nem o casamento, os amigos, os filhos, acessórios que nós costumamos chamar de "vida" pareciam suficientes. 

Infelizmente o ser humano sem a presença de Deus perde o sentido da sua existência, acaba com sua vida sem nenhuma esperança. 

O vazio existencial afeta milhares de seres humanos em todo o mundo, levando milhares a cometer diversas atrocidades.

Na realidade o que falta é JESUS CRISTO na vida das pessoas. 

O "vazio" que aqui se retrata só pode ser preenchido por Ele, creia quem quiser crer. 

Esta é a realidade. 

Dinheiro, sucesso nada disso vale a pena sem JESUS, Ele é fonte de alegria e vida plena.

O que adianta fama, dinheiro, drogas, mulheres e bens materiais, se o ser humano não encontrou a paz de espírito?

Veja o caso de Rodolfo, dos Raimundos...

Contra tudo e contra todos, ele abandonou a carreira e buscou um sentido melhor para vida e encontrou paz de espírito.

Para fazer as pessoas felizes, precisamos primeiro encontrar a verdadeira felicidade.

Em Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário