Jesus mostrava interesse no ponto de vista dos outros sem embaraçá-los, Ele não era um interrogador sem desenvoltura; ele sempre fazia perguntas instigantes, e era também um ouvinte carinhoso que vivificava os sinceros e os permitia ficar à vontade (Mateus 11:28), e as pessoas de todo tipo não temiam mostrar-lhe suas preocupações. (Marcos 1:40; 5:35, 36; ) 

Para que as pessoas se sintam à vontade para lhe fazer perguntas, você deve evitar fazê-las em ‘clima’ de uma investigação ou de um interrogatório, e além de usar boas perguntas, você pode estimular uma conversa dizendo algo atraente e a partir daí prestar atenção na reação da pessoa. Veja o exemplo de Jesus em seu dialogo com Nicodemos
“A menos que alguém nasça de novo, não pode ver o reino de Deus.” (João 3:3

Essas palavras eram tão intrigantes que Nicodemos não tinha como ficar indiferente e não ouvir a Jesus. (João 3:4-20). De modo similar, você também poderá fazer uma pessoa querer conversar após instigar com algo que faça-a pensar. Se você quer se tornar um Coach de sucesso como Jesus, você deverá aprender a fazer boas perguntas. 
Vou listar algumas competências que podem lhe ajudar na arte de perguntar:

1) Faça perguntas com respostas abertas – perguntas que podem ser respondidas com “sim” ou “não” são perguntas fechadas. Elas não geram discussão e novidade. Ao fazer perguntas mais amplas, você receberá um conteúdo bem melhor como resposta e fará o entrevistado elaborar de forma mais consistente as suas ideias. 

2) Ouça os dois lados – é fácil ouvir apenas um lado da história, e ao agir com essa informação, ficar embaraçado quando descobrir que você possui apenas a metade dos fatos. 

3) Faça perguntas e evite comentar – evite a tentação de fazer comentários em cada pergunta e resposta. É fantástico o que você pode aprender quando age assim, e geralmente você não consegue chegar ao verdadeiro problema quando fica comentando cada resposta.

4) Experimente o silêncio – a maioria das pessoas ficam desconfortáveis quando as coisas ficam quietas. Elas se sentem na compulsão de encher o vazio com palavras. Você pode usar isso a seu favor apenas mantendo a boca fechada e os ouvidos atentos. Quando Jesus foi desafiado pelos fariseus que lhe perguntaram sobre a destino da mulher adúltera, Ele fez silencio e resolveu escrever no chão até escolher a melhor resposta. Quando você consegue ficar em silencio, você geralmente descobre também que as pessoas fornecem voluntariamente um monte de informações que você jamais conseguiria de outra maneira.

5) Ajude as pessoas a terem suas próprias opiniões – uma das melhores maneiras de guiar os outros é perguntar ao invés de informar. É claro que você pode orientar  seus subordinados, mas as suas ideias jamais serão tão significativas e relevantes para eles quanto elas são para você. Você conseguirá muito mais ao liderá-los com boas perguntas. 

6) Entenda a diferença entre fatos e especulação – As pessoas fazem qualquer tipo de afirmação que elas acreditam ser baseadas em fatos. Isso geralmente faz com que você desligue o seu radar. Geralmente você deve perguntar “você reconhece isso como um fato?”. Se a resposta for sim, “Como você sabe?” ou “Você pode me mostrar à fonte dessa estatística ou reivindicação?”.

7) Quando fizer perguntas, faça anotações – Isso demonstra muita consideração à pessoa que você está conversando. Você pode verificar suas anotações e descobrir novas perguntas que ainda não havia pensado ou perguntado.

Em Cristo!

0 ComentárioFechar comentários

Deixe um comentário

© Copyright 2019 Line Coaching