Tenha convicção de sua missão!

Gosto muito do relato de Max Lucado em seu inspirador livro “Seu nome é Jesus (LUCADO, Ed. Mundo Cristão, 2010), quando ele imagina como seria o último dia de Jesus na carpintaria de seu pai. Max Lucado, com maestria, descreve Jesus entrando pela última vez na carpintaria, abrindo as venezianas de madeira para que um raio de sol penetre na escuridão do velho chão empoeirado.

Em sua fértil imaginação, descreve Jesus observando a sala vazia e permanecendo por um instante no refúgio daquela pequena oficina que abrigava tantas lembranças agradáveis dos seus últimos trinta anos. Por um momento, Jesus segura um martelo, não por coincidência, mas esse é o mesmo instrumento que dentro de alguns anos cravaria pregos em suas mãos e rasgaria sua carne sem piedade. Passa os dedos pela lâmina afiada de uma serra, olha para baixo e bate em uma madeira já bastante desgastada de um cavalete. Estava ali para dizer adeus às lembranças de uma infância e juventude saudável. Queria sentir pela última vez o cheiro da serragem e da madeira, uma vez que era chegada a hora de partir para cumprir sua missão.

Apesar da saudade que já apertava seu coração e das lágrimas que escorriam pelo seu rosto, havia em seu coração um chamado maior. Teria apenas três anos e meio pela frente para cumprir sua missão de vida, esse era o prazo que havia recebido, por isso não teria tempo para procrastinar. Poderia estar emocionado, mas não tinha dúvida alguma de sua decisão. Aliás, sua trajetória prova que sempre teve convicção de tudo o que fez e das decisões que tomou. Essa é uma característica comum de quem conhece sua missão de vida e tem uma visão clara do futuro, jamais ter dúvidas do caminho que deve trilhar.

Jesus viveu até a idade de 30 anos com Maria e José, em paz e recolhimento, na pequena casa em Nazaré. A vida ali era calma e segura, onde passou incontáveis horas de alegria com seu pai, sua mãe e irmãos. Naquele mesmo chão empoeirado, Ele brincou e engatinhou enquanto José trabalhava. Foi ali que aprendeu o ofício da carpintaria, uma tarefa que sempre o remeteria à sua visão de futuro. Sua missão terminaria nas batidas dos instrumentos que o acompanharam durante 30 anos de uma curta vida. Mas isso nunca o abateu. Jamais o desanimou, tampouco o traumatizou. Porém, era chegada a hora, tinha um planejamento a ser cumprido, entretanto seu coração ainda estava partido.

Uma missão lhe tira da zona de conforto

A partida deve ter sido realmente difícil, afinal de contas a segurança de estar com a família, trabalhar com José, e viver em Nazaré não se comparava aos desafios que teria de enfrentar pela frente. Mas havia em seu coração algo que o motivava intensamente. Algo maior que a sensação de segurança da vida que levava na pequena vila. Um sentimento empreendedor. Algo que um dia você e eu já sentimos ou ainda vamos sentir.

A sensação de que estamos aqui não só para consumir recursos, mas para cumprir uma missão. Alguns temerosos não vão em frente e aceitam a zona de conforto, vivem apenas para pagar as contas, criar filhos, adquirir bens ou qualquer outra coisa que lhes tente dar um sentido de vida. Outros, como verdadeiros empreendedores, levantam-se e transformam o mundo à sua volta com sua missão. Os verdadeiros empreendedores entendem que há uma pequena diferença entre obstáculos e oportunidades e são capazes de entender que ambos fazem parte de uma missão. Jesus foi um desses empreendedores. Essa coragem e empreendedorismo são necessários para rompermos essa zona de conforto.

Assim como provavelmente aconteceu com Jesus, sempre que atravessarmos uma zona de conforto, provavelmente nos sentiremos desconfortáveis ​​no começo. Mas não muito tempo depois de fazermos algumas mudanças, experimentaremos uma liberdade especial que só sentirá quem descobre uma missão. Então nos perguntamos por que não experimentei isso mais cedo.

Você provavelmente foi convidado para entrar em uma piscina onde algumas pessoas estão se divertindo muito.  Então alguém grita: “Entre. A água está muito boa”. Você então coloca o dedo do pé na piscina, depois encolhe, pensando que a água está muito fria. Então, fica do lado de fora, vendo as pessoas se divertirem. Mas, enquanto você está seco e sozinho, percebe o quanto as pessoas estão aproveitando o momento. Você então decide se juntar a eles e mergulhar. Por alguns segundos a água está fria e desconfortável, mas logo você começa a senti-la refrescante. Você passa o resto do dia na água, sem nem mesmo pensar nos poucos segundos desconfortáveis ​​da primeira vez que entrou. Isso acontece porque uma zona de conforto foi rompida. Foi desconfortável no começo, mas você encontrou a liberdade e o prazer que existia dentro da piscina. O mesmo acontecerá se você romper a zona de conforto e descobrir sua missão de vida.

Sua missão faz parte dos planos de Deus

Jesus estava pronto para cumprir os planos de Deus em sua vida. Conhecia esses planos com detalhes e os tinha aceitado. É importante lembrar que Deus não nos impõe seus planos. Temos o livre arbítrio de aceitá-los ou não. Mas é importante que vocês os conheça. Para dizermos sim ou não, precisamos primeiramente conhecer uma proposta. Você conhece os planos de Deus para sua vida?

Deus tinha um plano para Jesus, como também tem um plano para cada um de nós. Para mim, um dos versículos mais belos da Bíblia está em Jeremias 29:11:

“Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês”, diz o Senhor, “planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.

Perceba que Deus tem planos muito bons para nós e são esses planos que formam nossa missão de vida. Quando eu li esse versículo, fiquei muito curioso em conhecer os planos desse Deus que só tem coisas boas para aqueles que confiam Nele.

Se Deus tem planos para nós, significa que Ele espera que coloquemos esses projetos em prática. Nenhum engenheiro ficaria feliz em ver seus projetos engavetados. Acredito que Deus quer, ao final de nossa vida, dizer a cada um de nós: “Sua vida foi exatamente conforme o plano que Eu dei a você, parabéns meu filho!”

Isso me fez lembrar da história do engenheiro que foi confinado em sua cama porque estava com as pernas paralisadas, mas por causa de sua reputação e grande habilidade foi convidado para desenhar o projeto de uma grande ponte.

Os planos foram por fim concluídos pelo engenheiro e colocados em prática pelos construtores. Meses passaram e a ponte foi finalizada. Quatro homens chegaram à sala do engenheiro e o levaram para um lugar de onde ele podia ver a grande ponte que atravessava o rio, sobre o qual os veículos passavam rapidamente. Lágrimas encheram os seus olhos, e olhando para o projeto em suas mãos, falou: “É exatamente como o plano que eu dei a vocês, meus parabéns!”

Deus é como esse engenheiro, tem seus projetos desenhados para que nós os coloquemos em prática. Ele tem planos para sua carreira, para a sua vida amorosa e para todas as áreas da sua vida. Precisamos descobrir os planos Dele para a nossa vida, a fim de de colocá-los em prática como o Coach da Vida o fez.

Uma missão lhe ajuda a ser mais organizado

Como um bom Coach, Jesus tinha também uma missão de vida bem clara e realista. Ele já tinha até uma agenda com alguns eventos e compromissos importantes definidos, e o primeiro deles seria o batismo no rio Jordão. Jesus não foi um aventureiro, um mochileiro. Estava tudo planejado. Sua partida seria agora, e nada poderia impedi-lo de seguir sua jornada. Já estava programado em sua agenda o encontro com João Batista no rio Jordão. É impressionante que, em uma época em que não havia agendas eletrônicas como as que temos nos dias de hoje, o Coach da Vida jamais chegou atrasado em qualquer de seus compromissos ou deixou de concluí-los.

Durante sua vida, cumpriu cada profecia agendada há centenas de anos. Jamais permitiu que alguém o desviasse de seu roteiro. Jesus sabia o valor do tempo e jamais desperdiçou um segundo sequer. Não foi a toa que conseguiu em apenas três anos cumprir sua missão. Costumo dizer em meus treinamentos, que a gestão de tempo é o principal fator para conduzir alguém ao sucesso. Você pode ser muito competente em alguma área, mas se não souber gerenciar seu tempo, não conseguirá obter sucesso.

Você quer saber o valor de um ano? Pergunte a um aluno que não passou de ano. Quer saber o valor de um mês? pergunte a uma mãe que deu à luz um bebê prematuro. Quer saber o valor de uma semana? pergunte ao editor de um jornal semanal. Quer saber o valor de uma hora? Pergunte aos namorados que estão esperando para se encontrar. Para perceber o valor de um minuto? pergunte a uma pessoa que perdeu um voo. Quer saber o valor de um segundo? pergunte a uma pessoa que acabou de evitar um acidente. Quer saber o valor de um milissegundo? Pergunte a pessoa que ganhou uma medalha de prata nas Olimpíadas.

Ivy Ledbetter Lee

Há mais de sessenta anos, Charles Schwab, presidente da Bethlehem Steel Company, pediu a um Coach financeiro que lhe desse conselhos sobre como administrar melhor seu tempo. O Coach, Ivy Lee, disse a Schwab que a cada noite deveria anotar as seis coisas mais importantes que tinha que fazer no dia seguinte e listá-las por ordem de importância em sua agenda. Quando Schwab perguntou a Lee quanto lhe devia pela dica, Lee disse que seguisse o plano por alguns meses e enviasse um cheque com o valor que desejasse. Meses depois, Schwab enviou a Lee um cheque de 25 mil dólares, uma quantia significativa de dinheiro naqueles dias.

Sua missão aumenta o autoconhecimento

Jesus saiu de Nazaré para cumprir sua missão porque tinha convicção de que conhecia muito bem a si mesmo. Para conhecer sua missão, precisamos primeiramente nos conhecer bem. Você precisa responder primeiramente a essa importante pergunta; Quem você é? Sabendo essa resposta, conhecerá sua missão.

Uma dica… A Bíblia diz que somos filhos de Deus, e por isso não nos deixou às cegas neste mundo.

Fontes para descobrir os planos de Deus para sua vida não faltam. Temos as escrituras e a vida de Jesus. Existe também um lugar tão perto de nós que qualquer pessoa, no qual podemos obter alguma informação sobre nossa missão: nós mesmos. Precisamos nos conhecer bem para descobrir por que Deus nos fez de tal jeito, tão diferentes uns dos outros, com sonhos, temperamentos, desejos e paixões tão diversas. Cada um de nós têm uma missão de vida. Precisamos descobrir que missão é essa que influenciará todos os projetos em nossa vida.

Porém, nosso autoconhecimento não é suficiente para descobrir sua missão, e embora muitos possam dizer que basta apenas saber quem você é, acredito que temos também que conhecer bem a Deus. Pois é Nele que descobriremos o porquê e o para quê de nossa existência. Se Ele é o nosso criador, então é para Ele que devemos perguntar qual o sentido de termos sido criados. Quando isso acontecer, teremos a mesma coragem e convicção que Jesus teve. Ele sabia muito bem quem era e também quem era seu pai. Por isso conhecia tão bem sua missão. Se Ele não soubesse sua missão de vida, talvez tivesse sido um homem frustrado em Nazaré da Galiléia, no entanto, o Coach da Vida sabia que estava bem longe de viver um roteiro de vida sem sentido.

Após reviver mentalmente os belos momentos que teve ao lado de sua amada família terrena, Jesus fechou as portas da velha carpintaria, secou suas lágrimas nas mangas de suas vestes, agradeceu ao Pai pela bela aventura não documentada dos seus 30 anos, e partiu em direção ao rio Jordão para cumprir o primeiro compromisso de sua agenda. Assim sendo, estava prestes a acontecer, com contornos de grandes emoções, a mais linda história que a humanidade já contou.

PARA RESSIGNIFICAR O CONTEÚDO, RESPONDA A ESSAS PERGUNTAS:

  • Aonde você quer chegar com sua vida?
  • Como gostaria de ser lembrado?
  • Você é verdadeiramente feliz?
  • Se tudo terminasse hoje, sua vida teria se tornado do jeito que você imaginou?
  • Você se arrasta quando se dirige a um trabalho que não suporta?
  • O que realmente quer fazer com o restante de sua vida?
  • Você sente que está vivendo no propósito para o qual nasceu? Ou tem desperdiçado seu precioso tempo neste Planeta?
  • Se você morresse hoje, poderia descrever qual foi seu propósito em viver?
  • Acha realmente relevante pensarmos em qual será nossa missão e alinharmos nossa vida pessoal e profissional a ela?
  • Isso faz diferença na carreira?

Esse artigo, é uma pequena degustação do livro digital, Jesus Meu Coach. Conheça mais sobre o projeto, acessando o link abaixo.

Clique aqui e confira nosso material exclusivo

0 ComentárioFechar comentários

Deixe um comentário

© Copyright 2019 Line Coaching